Reportagem feita pelo Jornal Gazeta

A vida das crianças que vivem em abrigos.

Estudo realizado pelo Conselho Nacional do Ministério Público revela que casas de acolhimento abrigam mais de 30 mil menores no país, sendo que 35% deles permanecem nos abrigos por um período superior ao permitido por lei, que é de dois anos. Para mudar este cenário, o sítio Agar, visa promover o retorno das crianças e adolescentes às famílias.

Repórter: Sabrina Pires

Tema: Cidadania

Publicado em 21/08/2013

Categoria: Crianças e Adolecentes , Vírus HIV

Esta notícia tem 0 comentário(s)